A PRINCIPAL LIÇÃO DO COVID PARA O MUNDO. TODOS SOMOS UM SÓ.

A PRINCIPAL LIÇÃO DO COVID PARA O MUNDO. TODOS SOMOS UM SÓ.

 

José Alberto Couto Maciel

Da Academia Brasileira de Direito do Trabalho.

Da Academia Brasiliense de Letras.

 

Creio que o Covid  está sendo vencido em todos os países, alguns de forma mais rápida e, em especial, em decorrência das vacinas  criadas por abnegados cientistas de todo o mundo.

Mais algum tempo e poderemos lembrar esses dois anos desastrosos  e limitantes para todos, com mortes, doenças graves, sequelas,  perda de empregos, fechamento de empresas e tudo de grave que aconteceu durante a pandemia.

Mas um pensamento me ocorreu que me parece pode ser a lição que todos nós poderemos aprender  em razão do covid.

É que a doença foi transmitida pela respiração. Sim, a respiração, o ar que respiramos é que trouxe a covid e que passou de um para outro. E a humanidade, durante anos e anos, estragou muito o ar  que nós respiramos e que respiram os animais e as plantas.

Acontece que esse ar que respiramos e que passa o covid é o mesmo ar que respirou Jesus Cristo, o mesmo ar que respiraram  os filósofos  antigos, o mesmo ar que respiraram os grandes imperadores, reis, políticos, artistas, gente como Picasso, Pavarotti, Maria Callas, ar que respira Pelé, ar que respirou Juscelino Kubischeck,  inspiração e expiração de juristas fantásticos como na minha área trabalhista Sussekind, Délio Maranhão, ar que respiram os acadêmicos atuais da Academia Brasileira de Letras, da Academia Brasileira de Direito do Trabalho de outras Academias e maravilhosas pessoas que foram líderes no mundo todo.

A  vida, na verdade, é o ar que respiramos.  A criança começa a viver com a primeira respiração, inspiração e expiração e assim segue até a morte.  As árvores e plantas respiram da mesma forma, assim como os animais.

Então a vida é o ar que entra e sai.   Mas não importa  a época  desse ar que se expira, porque o ar não tem tempo mas se mistura com todo o ar que existe e que foi inspirado e expirado por alguém.

Assim, desde meu nascimento que vivo respirando o ar que alguém que está ao meu lado expirou,  que Jesus expirou, que a árvore do meu jardim expirou e que meu cachorro expira.

Na meditação você se aprofunda mediante a inspiração e expiração e assim foi e assim é desde a antiguidade, porque  é no espaço da respiração que você encontra o seu verdadeiro ser.

Ora, nós somos , na verdade, um só, porque inspiramos o mesmo ar que todos , no passado e no presente, já expiraram e a vida nada mais é do que a respiração.

Mas por que  alguns demonstram amor e outros ódio, mediante a respiração comum a todos? Acredito que todos nascem e recebem a respiração para a criação da vida e não há criança ou animal, nem planta, que não demonstre amor no nascimento. Os pensamentos e emoções que possam nos surgir e que sejam ruins,  têm uma carga pesada no ar e desaparecem , como nuvens e pelo peso baixam e não são inspirados, a não ser que, por livre arbítrio, o ser humano o adote, pois você não vê essa adoção nas plantas e nos animais.

Verificando, porém,  como a inspiração é pura , se afastarmos o que vem em nossa mente de negativo, expiraremos para o mundo um ar limpo que será misturado ao ar de todos aqueles que vivem e viveram do amor com que nasceram.

O covid ,foi  no meu entender, a lição para todos nós, que não se deve estragar o ar, pois não é essa a função para o qual foi criado, caso contrário tudo acaba.

E se  todos de que somos um só, porque o ar que respiramos é o mesmo dos que vivem e dos que viveram, creio que poderemos   nos unir para criar um mundo cada vez melhor.

 

 

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *